The Drew Family's Blog

Just another WordPress.com weblog

Carnaval no Rio março 30, 2011

Filed under: Diversão/Fun — thedrewfamily @ 4:50 pm
Tags: ,

É sempre muito bom estar no Brasil.  Adoro ver família e amigos, adoro as comidas, o clima, a música, a praia… Adoro ver meus filhos dourados de sol!!! Dessa vez não foi diferente.  Só melhor pois fomos no Carnaval e desfilamos na Mocidade.
Tenho que confessar que muita coisa mudou e a idade chegou.  Fomos para a Sapucaí com nossos bons amigos Monica e Leslie.  Antigamente havia um portão logo antes da escola entrar na avenida.  Bem, agora tem um outro portão no início da concentração.  Por causa disso tivemos que nos separar dos nossos amigos muito cedo para poder procurar nossa ala.  Além do mais, uma vez lá dentro, não tinhamos como comprar cerveja.  O desfile foi legal, a emoção é sempre grande, mas não consegui passar em frente a bateria, conforme eu queria.  A bateria ainda nem tinha saído do lugar inicial dela.
Quando eu falei da idade estar chegando, é que dessa vez eu me cansei de carregar a fantasia.  Eu e o Chris estavamos com uma sacola enorme cada um.  Putz!  Aquilo pesa, viu!  Para piorar a situação, no final do desfile começou a chuviscar. Quando reencontramos com Monica e Leslie para tomarmos uma cerva o céu abriu e a chuva começou a cair de verdade. Daí tivemos que ir embora. Mas como não aguentavamos mais carregar as fantasias, meio que “esquecemos” elas lá na mesa do quiosque.
Uma coisa que marcou muito desta vez foi o custo.  Achamos muito tudo caro, aluguel, comida, roupa e babá.  Gastamos muito mais que o planejado já que uma vez que estamos no Brasil, queremos comer churrasco ou feijoada… e assim vai.  Além do mais, a minha mãe não gostando da nossa babá (que tem um preço ótimo), triplicou o custo.  Acho que vamos ter que ir ao Brasil com uma mesada para não passarmos do limite.

It’s always great to go to Brazil.  I love to see my family and friends, and adore the food, the weather, the music, the beach… It’s awesome to see my kids kissed by the Brazilian sun!!!  This time was no different.  If anything, it was better because we went during Carnival and paraded in Mocidade, a school of samba. 
I must confess that many things have changed and my advanced age is showing.  We went to the Spucaí (the name of the avenue where we parade) with our good friends Monica and Leslie.  Back when I lived in Rio there was a gate about 100 meters before the school turned into the avenue.  Now there is another gate at the very beginning of the waiting/meeting area.  Because of this we had to spit from our friends way earlier than expected in order to go through the gate and find our places.  In addition to that, once on the other side of those gates we couldn’t buy beer.  The parade was fun, for me at least, it’s alway emotional, but we didn’t manage to walk right in front of the percussion as I intended.  Actually, the percussion hadn’t even left it’s starting place (on the other side of where we enter the avenue.
When I said that my age is showing is because, for the first time, I got tired of carrying the costume.  Chris and I were carrying a huge bag with a costume each. Wow!  That was heavy!  To make matters worse, at the end of the parade it started to rain. When we finally got back to Monica and Leslie to have that beer, the sky opened and it started pouring. Needless to say, we left.  As we couldn’t carry the costumes any longer, we kind of “forgot” them right there at the kiosk.
A big issue for us this time around was how expensive Brazil was.  From the rentals to food, clothes and babysitters, everything was expensive.  We spent a lot more than we wanted because once we are there we want the Brazilian barbecue, feijoada, and so forth.  If that wasn’t enough, my mom didn’t like our (very afordable) nanny so our cost went skyhigh.  I guess that next time we go to Brazil we will be on a budget so we don’t pay for it for a whole year. 

Anúncios
 

Festa Natalie / Natalie’s Party janeiro 29, 2011

Filed under: Diversão/Fun — thedrewfamily @ 4:25 pm
Tags: ,

Minha filhinha fez 5 anos!! O tempo passa rápido demais.  Durante o Natal e Reveillon com Tucker e a Piper aqui, ficamos bastante atarefados.  Resolvi fazer a festa de aniversário da Natalie em Janeiro.  Tivemos 10 princesinhas aqui fazendo várias atividades dentre elas colorir travesseiro de princesas, colocar, com os olhos vendados, a estrela na ponta da varinha e decorar uma tiara.  No meio da festa chegaram duas princesas especiais, a Cinderella e a Bella!!  As meninas adoraram.  As princesas ajudaram a decorar as tiaras, leram duas estórias com as crianças, cantaram parabéns e tiraram fotos depois.  Agradecimento especial às amigas que estavam aqui e ajudaram a servir comida, decorar o bolo e limpar as coisas depois.  Sel, Pa, Cris e Erika — Valeu!

My little girl turned 5!! Time sure flies.  During Christmas and New Years with Tucker and Piper here, we were very busy.  Thus, I decided to have Natalie’s birthday party in January.  We had 10 little princesses here doing all sorts of activities, amongst them coloring a princess pillowcase, put the star on the top of the wand with their eyes covered and decorate a tiara.  During the party we had two special princesses arrive, Cinderella and Belle!! The girls loved it.  The princesses helped decorate the tiaras, read two stories to the girls, sang happy birthday and took pictures.  Here is a special thank you to my good friends who were here and helped serve food, decorate the cake and clean up afterwards.  Sel, Pa, Cris e Erika — You’re awesome!

 

Cartão de Natal 2010 / Christmas Card 2010 dezembro 24, 2010

Filed under: Família/Family — thedrewfamily @ 10:57 am
Tags: , , , , ,

Faz tempo que nós queremos uma foto profissional das crianças juntas.  É claro que teria que ser PeaPod.  Em setembro, no finalzinho do verão antes do Tucker e da Piper voltarem para Michigan, conseguimos fazer essa sessão de fotos.  O resultado é uma foto que agente não consegue parar de olhar.  Amamos essa foto!!  Eu, então, gostei tanto que assim que a foto chegou em minhas mãos eu já fui fazendo o cartão de Natal.  Minha vontade era mostrar para todo mundo que crianças lindas nós temos. 
Taí o cartão.  Simples, com ênfase na própria foto.  Esse cartão recebeu tantos elogios que até me surpreendeu.  Resolvi deixar registrado aqui, já que é difícil acreditar que algum ano no futuro teremos um cartão que supere esse aí.

It’s been a while that Chris and I have wanted a professional picture of all the kids.  Of course it had to be Pea Pod.  In September, at the end of summer right before Tucker and Piper had to go back to Michigan, we did this photo shoot.  The result is a photo that we can’t get enough of.  We absolutely love it!!  I liked it so much that as soon as I got my hands on the photo I started working on the Christmas card.  I just felt like sharing this picture with everyone. 
Here is the card.  Clean, with the focus on the photo itself.  This year, our Christmas card got so many complements that I was surprised.  I want to leave it registered here, as it’s hard to believe that we’ll ever have a holiday card that will surpass this one.

 

Adivinha o quanto eu te amo / Guess How Much I Love You novembro 26, 2010

Filed under: Família/Family — thedrewfamily @ 3:45 am
Tags:

Tenho mais uma da Natalie para contar.  Ela esta em uma fase muito carinhosa, vive abracando a gente e falando o quanto nos ama.  Semana passada nos vimos a lua de onde quer que estivessemos; do carro, do mercado, de casa.  Um dia, durante o jantar, ela estava novamente dissertando o quanta ela nos ama quanto eu apontei para a lua e o seguinte dialogo aconteceu:

Natalie: Papai, eu te amo o tamanho dessa casa e ao redor da rua.

Eu:  Nati, olha como a lua esta cheia e linda hoje!

Chris: Nati, voce me ama daqui ate a lua? (referencia ao livro “Guess How Much I Love You”, Adivinha O Quanto Eu Te Amo, de Sam McBratney)

Natalie: Nao, eu te amo daqui ao aeroporto!

O Chris e eu trocamos olhares mas deu para entender.  Para a Natalie, que vai fazer 5 anos daqui a um mes, a lua esta logo ali no ceu, conseguimos ve-la da nossa mesa na cozinha.  O aeroporto, entretanto, fica muito longe pois temos que pegar o carro e dirigir por 1 hora e meia.  Isso eh muito mais longe que a lua, com certeza!

 I have a new one from Natalie to tell.  She is at this extremely lovable phase, giving us lots of hugs and saying how much she loves us.  Last week we saw the moon from wherever we were; in the car, at the store, at home. One evening at dinner time Natalie was going on about how much she loved us when I showed her the moon and the following dialog took place:

Natalie: Papai (daddy), I love you the size of this house and all around our street.

Me: Nati, look how beautiful the full moon looks tonight!

Chris: Nati, do you love me all the way to the moon? (Reference to Guess How much I Love You, by Sam McBratney)

Natalie: No.  I love you all the way to the airport!

Chris and I exchanged looks but we understood her.  For Natalie, who will turn 5 in a month, the moon is right there on the sky, we can see it from our kitchen table. The airport, on the other hand, is very far away and we need to get in the car and drive for 1 hour and a half.  The airport is, without a doubt, much farther than the moon!

 

novembro 23, 2010

Filed under: Notícias/News,Thoughts/Pensamentos — thedrewfamily @ 10:57 pm
Tags: , ,

A vida esta ficando mais fácil, e eu estou podendo curtir mais os meus pimpolhos.  Eu falo para as pessoas que hoje em dia a comida do Nicholas esta indo para a boca dele ao invés da roupa, cadeira, chão e parede.  Isso significa que existe luz no fim do tunel.  Tenho menos coisas para limpar e posso voltar a ter tempo para brincar.  O Nicholas também está obedecendo mais e a Natalie já consegue fazer várias coisas sozinha.

Ah, meu marido.  Ele é meu fã número 1.  Apos três anos sem umas férias sem criancas, finalmente viajamos por um longo fim de semana.  Foi meio que a trabalho mas ainda assim foi excelente.  Acho que todo casal precisa fazer uma viagenzinha sem filhos. Relaxar um pouco e deixar aquela pessoa que esta sufocada sob as tarefas de casa, filhos, trabalho e familia voltar a tona.  Aqui algumas fotos da viagem a Phoenix para curtir.

Life is getting a little easier and I’m able to enjoy my little ones more.  I tell people that now-a-days Nicholas’s food is going into his mouth instead of his clothes,the chair  the floor and the walls. This means that there is a light at the end of the tunnel.  I have less things to clean and more time to play.  Also, Nicholas is obeying more and Natalie is able to do several things by herself.

Ah, my husband.  He is my number 1 fan.  After three years without a vacation without the kids, we went for a long weekend trip just the two of us.  It was also work for Chris, but still, it was excellent.  I believe every couple should take time for themselves without kids.  They should relax a little and let the person who has been suffocated under house work, kids, work, family, come out again.  Here are some pictures from the trip to Phoenix to enjoy.

 

Homens / Men novembro 7, 2010

Filed under: Thoughts/Pensamentos — thedrewfamily @ 1:18 am
Tags: ,

Eu ainda estou me acostumando a morar com um homem.  Falando sério, eu não sabia o quão incapaz e inconciente os homens são até em torno de um ano atrás.  Acho que se a Natalie for lésbica quando crescer a culpa será, em parte, minha de tanto reclamar dos homens em 2010.  A princípio eu achei que o Chris estivesse zoando da minha cara, afinal, ele é bem inteligente.  Daí eu passei a acreditar que ele estivesse fazendo — ou não fazendo — certas coisas de propósito para me irritar.  Quando comecei a desabafar com amigas para ver se eu estava ficando maluca e reclamando sem razão, eu descobrir que todos os homens agem da mesma forma.  Como minha amiga Patti fala, são todos iguais, so muda o rosto e o endereço.

É incrível como “lavar a louça” para o homem é colocar os pratos, talheres e copos na máquina de lavar. Para a mulher, tambem pensamos nas travessas, panelas e frigideiras. Par ao homem, “tirar a mesa” é só levar a louça suja para a pia.   A mesma coisa para uma mulher inclue guardar a comida que sobrou, guardar molho de salada, limpar a toalha da mesa e guardá-la e limpar a mesa em si — tambem as cadeiras e o chão se tiver criança pequena.  Para uma mulher, dar banho nas crianças significa tambem colocar roupa suja na caixa de roupa suja, fechar os shampús e sabonetes líquidos usados, colocar as toalhas de volta no lugar, secar o chão e desligar a luz.  Isso sem mencionar secar o corpo e cabelo de cada criança, vestí-los e penteá-los.  Para o homem, dar banho nas crianças é só banhá-los, mais nada.  Até quando estão ajudando eles criam mais trabalho para nós.  Uma noite o Chris me ajudou com vaporizador de ambiente.  Na manhã seguinte o banheiro das crianças estava com o chão todo molhado, a caixa de roupa suja (que é de tecido) e as roupas dentro ficaram todas molhadas e ainda por cima a Natalie escorregou e caiu ao entrar no banheiro.

Eu acho que eu não percebia certas coisas, ou a falta delas, antes de eu ter filhos.  Mesmo só com um não era tão ruím.  Mas quando você tem que se multiplicar para fazer as coisas e o marido faz só metade, não faz, ou faz errado… é horrível.  Eu tambem passei a entender porque existe casos extra-conjugal.  É mais ou menos assim:  o marido chega em casa, ajuda com as crianças por umas horinhas daí vai assistir TV ou jogar um jogo no computador/video.  A esposa continua fazendo as coisas da casa até desmaiar na cama, as vezes até depois do próprio marido.  Sexo? É a última coisa que tem em mente.  Na verdade, teve um estudo que comprovou que quase 90% das mulheres que são mãe de mais de um filho preferem dormir a ter sexo.  Te entendo, colega!

Bem, agora que desabafei, deixa eu continuar.  Eu falei do Chris acima, mas a verdade é que ele é maravilhoso.  Eu já ouvi estórias fabulosas de outras mulheres!! Um dos maridos decidiu lavar a roupa mas uma peça tinha cor forte e no final da lavagem todas as roupas estavam cor-de-rosa. Um outro levou a criança para a escola com sapatos difierentes, não meia mas sapatos! Outro vai ajudar a mulher a limpar a casa, mas ao invés de fazer a parte dele uma vez por semana, só faz uma vez ao mês.  Ainda outro, enquanto a esposa viajava para cuidar de assuntos da família, ele ficou um fim-de-semana prolongado com UMA tarefa, passar aspirador na casa.  Quando ela voltou só a sala estava aspirada e a mangueira do aspirador estava quebrada.  E ainda tem as estórias comum a todos tipo o marido que esqueceu compras no carro, o que perdeu algo embaixo da própria pilha de papel, o que pergunta a esposa aonde tal coisa está quando tal coisa está na frente deles, os que até ligam para as esposas para saber aonde está isso ou aquilo, e muito mais. Então acho que nós somos bem normais! 🙂

I’m still getting used to living with a man.  Seriously, I didn’t know how incapable and unconscius men are until about a year ago.  If Natalie growns up to be a lesbian, it’ll be partially my fault for all the complaining about men in 2010.  At first I thought Chris was kidding, he is actually pretty smart.  Then I started believing he was doing — or not doing — things on purpose, just to upset me.   Once I started talking about these things with my friends to vent out or to see if I’m going crazy and overeacting for no real reason, I learned that all men do the same things.  As my friend Patti says, they are all the same, just faces and addresses change.
It’s amazing how the “do the dishes” part to a man goes as far as putting plates, silverwear and glasses in the dishwasher.  For a woman, the serving spoons and dishes as well as pots and pans are included.  For a man, to “clean the table” is to take those dishes to the sink. The same thing, for a woman means not only taking the dirty dishes to the sink, but also putting away left over food, salad dressing, cleaning place mats and putting them away and cleaning the table — plus chairs and floor if you have young kids. For a woman, bathing the kids includes putting dirty laundry in the hamper, closing shampoo and soap bottles, returning the towels to the towel rack, drying the floor and turning off the lights, not to mention drying kids’ body and hair, dress them and brush their hair. For a man, it means to give the kids a bath and period. Even when they are “helping” they manage to create more work for us. One night Chris helped with the dehumidifier.  The next morning the kids’ bathroom was all yet, it got the fabric hamper and the clothes inside all wet plus Natalie sliped and fell.

I think I didn’t notice certain things, or the lack thereof, before I had kids.  Even with just one it wasn’t that bad.  But when you have to multiply yourself to get things done and the husband does half of what should be done, doesn’t do it or does it wrong… it is horrible.  I also understand now why affairs exist.  Basically, the husband gets home, helps with the kids for a couple hours and goes watch TV or play video/computer games. The wife keeps going and doing little things until she colapses in bed, sometimes even later then the husband.  Sex? It’s the last thing on her mind.  Actually, there was a research that found out that close to 90% of mothers of more than one child prefer sleep to sex.  I hear ya, girlfriend!

Now that I got that out of my system, let me continue.  I’ve been talking about Chris but let me tell you, I’ve heard some wonderful stories from other women!! One of the husbands decided to do laundry and one piece of clothe had a dye that ran and the whole laundry had a pinkish hue at the end.  One took his child to school in different shoes, not socks but shoes!  Another one helps his wife with house chores, but instead of doing his part every week, he does it once a month.  Yet another, while the wife went to take care of family business he spent one long weekend at home with one request: to vacuum the house. When she got back only the living room was vacuumed and the hose was broken.  There is still the common ones such as forgetting things in the car, losing stuff under their own pile of papers, asking the wife where things are when they are right in front of them, calling wife to ask about where things are, and much more.  So, I believe we are a normal family! 🙂

 

Um não educado / A polite no outubro 26, 2010

Filed under: Família/Family — thedrewfamily @ 2:22 am
Tags:

Essa é uma daquelas coisas que eu tenha que contar antes que eu esqueça.  Gostaria de gravar mas não sei se vou estar com a camera na mão a próxima vez que isso acontecer.  O Nicholas fez 2 anos esse mês e está falando bem para a idade dele, embora não seja fácil para qualquer pessoa entendê-lo.  Ele está aprendendo a falar por favor, desculpas, obrigado e de nada.  Ao mesmo tempo, ele só tem 2 anos e sua palavra favorita é NÃO.  Até quando ele quer falar sim, o não começa a sair primeiro e depois muda para sim. 
Nossa rotina funciona mais ou menos assim: jantamos juntos, as crianças brincam um pouco enquanto arrumo a cozinha ou organizamos correspondências, daí eu ou o Chris sobe com as crianças para dar banho enquanto o outro terminha a cozinha, preparamos os dois para a cama, escovamos os dentes deles, lemos estórias, beijos, cobertores e boa noites.  O Nicholas nunca quer parar de brincar para ir tomar banho.  Agora, ele não só reclama falando “não” quando eu falo que está na hora do banho, mas ele fala um não educadamente: “não, obrigado.”  É muito engraçado!! Eu falando “vamos subir para tomar banho” e ele responde com voz de choro, “não.  Não, obrigado!”  Ele deve pensar que se for educado talvez eu deixe que ele fique sem o banho.

This is one of those things I have to tell before I forget.  I wish I could tape it but what are the chances I’ll have the camera in my hands next time it happens?  Nicholas just turned 2 earlier this month and he is talking well for his age, although not everybody can understand him.  He has been learning to say please, sorry, thank you and you’re welcome.  At the same time, he is only 2 and his favorite word is NO.  Even when he wants to say yes, he starts with no and changes to yes in the middle of the word.
Our night routine is kind of like this: we all dine together, then the kids play while we sort through mailing or start cleaning the kitchen, then either Chris or I take the kids upstairs for their bath while the other finishes the kitchen, then together we prepare them for bed brushing teeth, reading books, tucking them in, kisses and good night.  Nicholas never wants to stop playing to go take a bath.  Now he not only complains saying “no” but he does it politely: “no, thank you.” It’s too funny!! I say “let’s go up to take a bath” and he replies in a crying voice, “no.  No, thank you!”  He must be thinking that if he is polite I might let him skip bath.